quinta-feira, 12 de abril de 2012

OPINIÃO

FABRIL? FABRILENSE? AFINAL O QUE RESTOU DAQUELA EQUIPE DE LAVRAS, QUE JÁ FOI CAMPEÃ DO INTERIOR E DE MUITAS GLÓRIAS PASSADAS?

     Não consigo vislumbrar o que querem para o futuro do Fabril. Dois grupos "brigam" pelo direito de continuar "mandando" no alvinegro lavrense. Mas coincidentemente esta briga acontece justamente em ano eleitoral. Novidade, heim?
     Não me interessa e a muitos torcedores fabrilenses também, quais são as pessoas envolvidas nesta disputa pelo Fabril de Lavras. Uma equipe que tem uma história de glórias. Uma equipe que já despontou no cenário esportivo mineiro, quando ficou na terceria colocação da Divisão Especial e consequentemente campeã do interior e detentora de um Troféu Guará, que é uma das principais premiações mineiras, sob a responsabilidade da Rádio Itatiaia. Uma equipe assim não pode ser protagonista de brigas políticas.
      Não me interessa que um grupo seja situação e outro oposição, o que interessa é ver um horizonte mais claro, mas voltado para o verdadeiro objetivo do povo fabrilense, que é ter de volta a equipe alvinegra da Zona Norte e que encantou os quatro cantos de Lavras. Não interessa que a luta política faça do Fabril uma equipe que possa disputar uma Copa Record e visando o Campeonato Mineiro da 3ª Divisão, sabem por quê? E depois de passada a eleição, quem vai comandar o Bril? Se a situação ficar como "dona" do Fabril e perder a eleição, é o primeiro questionamento. O segundo é se a oposição ganha, o que será a continuidade da equipe. São respostas que todos sabem.
     Eu penso que esta luta é também para determinadas pessoas mostrarem serviços a um ou outro que está no poder e visando um futuro emprego de, por exemplo, Secretário de Esportes ou algo similar. Isso eu digo porque há muito tempo o Fabril está parado e por que somente em época de eleição é que aparecem "briguentos" pela causa alvinegra?
     Se o Fabril voltou a ser moeda forte, por que esta moeda não foi utilizada anteriormente? Ou esta fortaleza é somente em véspera de eleição.
     Quando um grupo assumiu o Fabril, há cerca de 4 anos atrás, acontecendo aquele reboliço novamente na Zona Norte, os olhos "malditos" cresceram. O Cel. Juventino Dias voltou a receber a vibrante torcida alvinegra e o prenúncio de um futuro melhor para o alvinegro foi utópico por algum tempo. De repente o grupo foi se afastando e acabando com o sonho do retorno do Bril. De repente criaram o Lavras Futebol Clube, porque os dissidentes queriam continuar investindo no futebol, mas não acordaram para a eterna realidade: o Fabril ainda tem nome e ainda é respeitado, apesar de tudo que fizeram e fazem com ele. Deram com os burros n´água.
     Mas acho que esta história alvinegra, que um ou outro está tentando apoderar, não vai prá frente. Estão é acabando definitivamente como Fabril. Pergunte aonde está o grupo que se manifestou recentemente a favor do alvinegro. Está escondido, porque está briga política e judicial, não cabem nas anseios daqueles que querem ver e assitir o futebol do Bril voltar e não que a instituição alvinegra seja de propriedade de uma ou outra facção política.
     Divulguei uma matéria aqui no meu blog, com o título: Fabril, o sonho não acabou! Mas penso que foi uma mera ilusão de termos novamente a vibração popular pelas ruas e no Estádio Cel. Juventino Dias presente novamente.
     Estavámos negociando para transmitir os jogos do Fabril, pela Rádio Cultura,  já na Copa Record, mas quando tentaram melar a sua participação e a mudança de nome: Associação Fabrilense de Esportes (acho que é isso), desanimamos geral.
      Se um dia você foi e for respeitado; se um dia você trouxe alegrias aos seus seguidores (e fiéis); se algum dia você foi do povo e para o povo, o que não sabemos hoje é se você Fabril vai ter novamente seus dias de glórias; se você ainda é Fabril ou passa a ser Fabrilense, para mascarar uma situação de briga porca, por terem em mãos uma moeda que sempre foi forte, mas que não souberam usá-la como moeda de troca, ou seja, trocar um passado de ausência, por um presente de realizãções.
     Fabril: O sonho acabou! Ou acabaram com o sonho de um torcedor que ainda tem no lado esquerdo do peito, um lugar especial para o alvinegro da Zona Norte de Lavras.
       A minha opinião deve ser divida entre vários fabrilenses que visitam o blog. Para isso deixe o seu comentário, porque através dele poderemos fazer uma trabalho mais voltado para os anseios do torcedor fabrilense.

Paula Neto - Editor do Blog Esportes sem et ceteras

Nenhum comentário:

Postar um comentário